Integra Notícias - Sua fonte de notícias de Uberlândia e Região

Erro na Linha: #11 :: Undefined offset: 0
/home/integranoticiasc/public_html/themes/news/noticia.php

Erro na Linha: #11 :: Undefined offset: 0
/home/integranoticiasc/public_html/themes/news/noticia.php

Erro na Linha: #12 :: Undefined offset: 0
/home/integranoticiasc/public_html/themes/news/noticia.php

Notícia

Últimos dias de inscrição para os cursos Técnicos EAD/SENAI

Publicidade

Nome do anunciante aqui!

OUVIR NOTÍCIA

Últimos dias de inscrição para os cursos Técnicos EAD/SENAI

Inscrições abertas até o dia 20/10

 

Os interessados em realizar uma capacitação técnica profissional com a qualidade SENAI e a flexibilidade do ensino a distância têm poucos dias para se inscrever. As matrículas estão abertas até o dia 20/10 para quatro cursos técnicos semipresenciais: Automação Industrial, Vestuário, Segurança do Trabalho e Eletrotécnica; em Uberlândia são opções são Vestuário e Automação.

 

O curso é realizado 80% a distância, por meio da plataforma AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem), e 20% de forma presencial com aulas práticas nas oficinas e laboratórios do SENAI.

 

As aulas presenciais serão ministradas nos principais polos do estado. Consulte o edital no endereço www.senaimg.com.br/ead para saber em quais cidades elas acontecem.

 

O aluno terá acesso à educação de alta qualidade com toda a qualidade reconhecida do SENAI, aliado à maior autonomia de horários e locais de estudo.  Além disso, contará com a pedagogia inovadora da instituição que estimula a interatividade entre alunos, docentes e tutores com um custo reduzido em relação aos cursos presenciais convencionais. A capacitação é reconhecida pelo MEC e o certificado oferecido é o mesmo do curso presencial.

As inscrições são feitas exclusivamente pelo site – senaimg.com.br/ead e ficam abertas até o dia 20 de outubro.

Informações: (34) 3230 5200.

 

Conheça mais sobre a história do SENAI

 

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) foi criado em 22 de janeiro de 1942, pelo Decreto-Lei 4.048 do então presidente Getúlio Vargas, com a missão de formar profissionais para a incipiente indústria nacional. Há mais de 70 anos, já estava claro que, sem educação profissional de qualidade, o Brasil não teria uma indústria forte e nem alcançaria o desenvolvimento sustentado. O decreto estabelecia que a nova instituição de educação profissional seria mantida com recursos dos empresários e administrada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).


Para implantar um sistema nacional de educação profissional, os empresários Euvaldo Lodi, então presidente da CNI, e Roberto Simonsen, que, na época, presidia a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), se inspiraram na experiência bem-sucedida do Centro Ferroviário de Ensino e SeleçãoProfissional.

No fim da década de 50, quando o presidente Juscelino Kubitschek acelerou o processo de industrialização, o SENAI estava presente em quase todo o território nacional e começava a buscar, no exterior, a formação para seus técnicos. Logo, tornou-se referência de inovação e qualidade na área de formação profissional, servindo de modelo para a criação de instituições similares na Venezuela, Chile, Argentina e Peru.

Nos anos 60, o SENAI investiu em cursos sistemáticos de formação profissional, intensificou o treinamento dentro das empresas e buscou parcerias com os Ministérios da Educação e do Trabalho, e com o Banco Nacional da Habitação. Na crise econômica da década de 1980, o SENAI percebeu o substancial movimento de transformação da economia e decidiu investir em tecnologia e no desenvolvimento de seu corpo técnico.

Expandiu a assistência às empresas, investiu em tecnologia de ponta, instalou centros de ensino para pesquisa e desenvolvimento tecnológico. Com o apoio técnico e financeiro de instituições da Alemanha, Canadá, Japão, França, Itália e Estados Unidos, o SENAI chegou ao início dos anos 1990 pronto para apoiar a indústria brasileira no campo da tecnologia de processos, de produtos e de gestão.

Hoje, a instituição amplia a qualidade da educação profissional e o ensino superior de acordo com as necessidades da indústria, consolidando a metodologia SENAI de educação profissional. Investe também na ampliação da oferta de cursos de qualificação profissional e dos cursos técnicos de nível médio, por meio da educação à distância. 

Outra questão relevante para a indústria que recebe uma atenção especial do SENAI é a prestação de serviços técnicos e tecnológicos e de consultoria para atender a demanda dos diferentes setores industriais. Além disso, o SENAI investe em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação de produtos e de processos para a indústria.

  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no WhatsApp

Publicidade

Nome do anunciante aqui!

Veja também

Marido esfaqueia esposa na frente do filho em Uberlândia
18Fev

Marido esfaqueia esposa na frente do filho em Uberlândia

O homem foi detido após dar entrada em uma unidade de saúde no Bairro Pampulha

Praia Clube bate Universidad Católica e estreia com vitória no Sul-americano feminino
18Fev

Praia Clube bate Universidad Católica e estreia com vitória no Sul-americano feminino

3 sets a Zero

Uma morte por dengue está em investigação em Uberaba
18Fev

Uma morte por dengue está em investigação em Uberaba

O boletim epidemiológico Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais divulgado nesta segunda-feira (17) também...

Campanha de conscientização sobre as DSTs durante o carnaval começa em Uberlândia
18Fev

Campanha de conscientização sobre as DSTs durante o carnaval começa em Uberlândia

Serão realizadas diversas atividades para a prevenção nesse período. Unidades de saúde estão abastecidas com...

MAIS NOTÍCIAS

Publicidade

Parceiro
Nome do anunciante
Parceiro
Nome do anunciante
Fale com a redação!

Envie sua mensagem, estaremos respondendo assim que possível ; )